PLACES || Jardim Botânico de Lisboa

by - 20:00


Passado um ano e meio de obras o Jardim Botânico de Lisboa reabriu ao público no dia 7 de Abril e garantiram-nos que está mais sustentável e bonito do que nunca esteve. Nunca o tinha visitado — ou pelo menos que eu me lembre os meus pais não me levaram lá — e aproveitei a folga do meu namorado, e o facto de no dia 18 ser entrada gratuita, para irmos os dois visitar o jardim e desfrutar o passeio a dois. 

O Jardim, foi inaugurado em 1878 para apoiar o ensino da botânica na Escola Politécnica, e sempre foi um local de passeio para os lisboetas. Tem plantas representativas de todo o mundo e de todas as épocas e está classificado, desde 2010, como Monumento Nacional. Todas as obras a que foi submetido são sobretudo infraestruturais, no entanto, o novo pavimento de todos os caminhos e a recuperação dos gradeamentos ajudam agora a ver pontos importantes para observação das colecções botânicas, que ali estão plantadas à 140 anos de história.

Outra alteração é o lago de baixo, que esteve vazio — quando lá fui ainda estava em obras —, devido às fissuras e agora graças às obras prevê-se que parte da água do lago venha a ser de fontes naturais. O Jardim passou também a estar equipado com bebedouros, com uma entrada ajardinada e com um novo anfiteatro, um agradável espaço de lazer que se pretende dinamizar com eventos.



Ao longo do nosso passeio fomos percebendo que o jardim ainda não está de todo terminado e que ainda há muito trabalho a ser feito, algo que eu pessoalmente acho que deveria ser feito de portas fechadas. Mas, contudo, achamos o local um sítio super bonito e que nos faz esquecer que estamos em Lisboa. É como se as árvores e os pássaros nos engolissem para um mundo à parte e saíssemos da confusão do centro da cidade, fugindo assim um pouco da realidade e passando a observar um local de calma e paz.

A semana gratuita de visita já acabou, e nós aproveitámos dia 18 de Abril (Dia Internacional dos Monumentos e Sítios) em que também se podia entrar gratuitamente no Jardim. No entanto, o bilhete mais caro custa apenas 2€ e se fores estudante fica a metade do preço — um preço que vale mais que a pena pagar!







You May Also Like

0 comentários