Amor desleixado

by - 13:10

   
    Não, não foste o meu primeiro amor, e eu sei bem que não fui o teu primeiro amor, mas que importa isso agora? Sou nova, sou uma mocinha como tu bem me chamas, que antes de ti pensava que sabia tudo sobre o amor. Tão inocente. Que passou a achar o amor um sentimento cruel, um sentimento que nos destruía por dentro, que nos rouba a inocência, o amor já não tinha nada que me agradasse. E de repente, tu chegaste e tudo isso mudou. A minha vida que andava um pão sem sal, sem cor e sem graça, voltou a fazer sentido. Chegaste e trouxeste tudo, o que procurava e o que nem sonhava existir, fizeste me sentir coisas que já não me lembrava mais como eram e outras tantas que nunca tinha sentido antes. E aquele frio na barriga, aquele que eu pensava já não existir mais, veio visitar-me. E as mãos tremendo sempre que me encontrava contigo. Tu chegaste e trouxeste a paz que eu tanto precisava. Trouxeste a calmaria para a minha confusão. Trouxeste o adoçante que a minha vida estava a precisar. Viver ficou tão mais fácil desde que te conheci. E agora eu abraço-te e não te quero largar mais. 
     Não foste o meu primeiro amor, mas és o único que eu sei que é verdadeiro. Quiseste-me desde aquele primeiro olhar que trocámos com um sorriso de quem mal sabia o que vinha por aí, e nós inocentes e sem darmos conta íamo-nos apaixonando entre sorrisos e conversas. Nunca me esquecerei do nosso primeiro beijo, tão doce e calmo, como se tivéssemos todo o tempo do mundo para nós dois, como se os nossos lábios já se conhecessem antes mas mesmo assim quisessem se tocar. Do nosso primeiro abraço ou mesmo do nosso primeiro jantar em que como sempre ficava corada quando juntavas as duas mãos e ficavas olhando para mim com esses olhos cor de mel. E que olhos meu Deus. Também nunca me esquecerei da noite em que me levaste a comer um gelado e aquele passou a ser o nosso lugar de eleição. Nunca esquecerei a primeira vez que disseste que me amavas, estavas tão nervoso e eu senti as tuas mãos tremerem, até eu te confirmar que o sentimento já era mutuo. Eu nunca esquecerei nenhuma palavra, nenhum momento que passámos, bom ou mau. Tu és e sempre serás o meu amor mais verdadeiro e puro. E eu sempre vou amar-te, mesmo estando a quilómetros de distancia.
   As pessoas não entendem isso, e eu não as censuro. Eu posso estar longe do teu abraço, mas tu irás para sempre ter o meu amor. Eles não entendem, mas sei que tu entendes, porque quando falamos a tua voz ainda treme, os teus olhos ainda brilham, ficas todo sem jeito e o teu sorriso não me engana. Eu sei que me amas e tal como eu te amo, e que estás lutando por isto, tanto como eu. Sinto muito a tua falta, do mesmo jeito que tu sentes a minha. Falta do teu abraço, do teu cheiro, do teu sabor. É incrível como apaixonamo-nos um pelo outro, sem dar conta, sem nos apercebermos do que estava a acontecer. As coisas que fizeste e continuas fazendo, o facto de me teres pedido para ser tua mesmo sabendo que eu estava prestes a me entregar para o mundo. Nunca desististe, e tão pouco me deixaste, mantiveste-te e manténs-te do meu lado como nunca ninguém o fez, e quando todos duvidaram do mim foste tu quem me fez acreditar de novo. Sou grata por isso, sinto-me abençoada e eu nem nunca fui muito uma pessoa de igrejas. Mas tenho a plena noção da pessoa extraordinária que tenho ao meu lado e que me faz feliz todos os dias, muitas das vezes com um simples "Bom dia meu amor". 
   Eu poderia passar a madrugada toda descrevendo cada detalhe teu, cada traço que amo em ti, cada pedacinho de ti, mas eu prefiro definir-te como o meu desejo mais profundo. Aquele amor de olhos cor de mel e um sorriso bobo que me fez apaixonar sem ter por onde escapar. O amor, e homem, que eu sempre idealizei como o "homem impossível". Alguém que me amasse e respeitasse, que ao mesmo tempo me fizesse sentir única e especial. Alguém que me mostrasse o lado bom da vida, que me quisesse acompanhar e que olhasse para o futuro na mesma direcção que eu. Alguém que não se importasse com os meus gostos musicais confusos ou mesmo com a minha vontade enorme de passar o dia na cama a ver um filme, ou então com as minhas aventuras por aí. E pronto, tu vieste e mostraste-me que afinal esse homem não era assim tão impossível de existir como eu pensava. Tu vieste e mostraste-me que afinal existem sim, amores de verdade e que queremos levar para a vida toda, e tudo o que eu quero é poder partilhar a minha contigo ♥

You May Also Like

2 comentários

  1. Parabéns por esse amor tão lindo! Que vocês sejam muito felizes... é quando menos acreditamos que o amor nos bate à porta e nos apaixona novamente pela vida! :')

    ResponderEliminar